ASSOCIE-SE
NOTCIA
lcool mata nove vezes mais do que drogas ilcitas
Publicado em: 23/06/2018



O lcool aparece na primeira colocao entre as causas, sendo responsvel por 85% dessas mortes.


 

Uma das drogas que mais matam no mundo é legalizada. Enquanto as drogas proibidas em convenções da Organização das Nações Unidas (ONU) matam 250 mil pessoas anualmente, o uso abusivo do álcool resulta em 2,25 milhões de óbitos. Outro vilão, o tabaco, mata 5,1 milhões anualmente.

 

No Brasil, o uso abusivo de álcool é um problema frequente. De acordo com o Ministério da Saúde, a dependência de álcool atinge 12% da população adulta, em torno de 20 milhões de pessoas, e representa 90% das mortes por consequência de uso de drogas. Isto significa que a bebida alcoólica mata mais que qualquer outra substância, como cocaína e crack.

 

Os óbitos acontecem em decorrência de doenças como cirrose, hipertensão arterial, diabetes e câncer de laringe, boca, esôfago e pulmão. Estima-se que 30% das internações em hospitais gerais aconteçam por abuso de bebida.

 

Outras mortes também ligadas ao álcool, que não foram contabilizadas nas estatísticas, são os acidentes de automóveis, assassinatos e outros crimes cometidos por pessoas bêbadas.

 

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, mais de 200 doenças estão ligadas ao consumo de álcool. E, também segundo a OMS, no ano passado, os brasileiros consumiram mais álcool do que a média mundial.

 

Um estudo elaborado pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM) aponta que, entre 2006 e 2010, foram contabilizados 40,6 mil óbitos causados por substâncias psicoativas. O álcool aparece na primeira colocação entre as causas, sendo responsável por 85% dessas mortes.

 


Fonte: observatorio3setor.org.br